domingo, 27 de janeiro de 2019

luminosidade louca

LUMINOSIDADE LOUCA
Por Michèle Sato
Para Marco Barzano


No cotidiano de Brumadinho
Labuta
Limítrofe
Lassitude
Lacrimosa


Buscam sair dos labirintos
Leme
Latente
Lasciva
Luz



Sofrem crimes anunciados
Ladroagem
Licenciamento
Lama
Letalidade




Mas a esperança não finda
Leves
Lavandas
Livres
Libélulas


*

Um comentário:

Marco Barzano disse...

Com a avalanche de manifestações e o trabalho intenso que realizamos em janeiro, em plenas férias, li essa poesia qdo vc me enviou, mas não tinha percebido o local para se fazer a postagem com comentário.
Muito obrigado, querida. Que Yemanjá e Oxum e as outra Yabás, continuem nos protegendo e cuidando do meio ambiente, da mãe Terra. Um bj.
Marquim

Salvador - greve pelo clima

Enviada pela Ana Maria, Salvador 20/09/2019